quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

Medicina Árabe




Quando os árabes destruíram o império romano e a medicina entrou em declínio, os doentes da Europa Ocidental, voltaram a colocar-se nas mãos da religião e da magia. Os ensinamentos de Galeno e dos antigos gregos sobreviveram apenas porque tinham chegado à Pérsia, onde os eruditos árabes os traduziam para a sua língua. Quando a nova religião, os islamismo, se espalhou rapidamente pelo Médio Oriente , pelo Norte de África e pela Europa, a medicina floresceu, baseada no modelo greco-romano. Nas cidades mais importantes fundaram-se hospitais e escolas de medicina que ofereciam tratamentos novos e métodos cirúrgicos avançados. No sec. XII, os conhecimentos médicos da antiguidade preservados e desenvolvidos pelos árabes regressam a Europa através da Espanha e da Itália.
As preparações dos remédios medicinais eram realizadas por médicos e farmacêuticos. Os médicos recebiam a sua formação na sua madrasah (escola) associada e uma mesquita ou um hospital.

Sem comentários:

Enviar um comentário